Google
 

domingo, 10 de junho de 2007

III SESOL - Quarto dia


Finalmente o último dia do SESOL. Assisti a menos palestras, apenas duas, mas foram ótimas palestras.

Software Livre e a Extinção dos Dinossauros


Para começar, assisti à palestra de Frederico Guimarães. Ótima palestra, com novidades em relação às palestras comuns. Ele não usou uma apresentação de slides no OpenOffice, mas sim um mapa mental feito no FreeMind. Vejam as fotos no meu álbum público do PicassaWeb.

Ele também usou uma trena para fazer uma analogia com a história da Terra e a evolução das espécies. Fazendo comparações com a biologia, ele mostrou como o software livre parece mesmo com o que encontramos na natureza, já que nós somos animais e esse comportamento está intrínseco a nós. Produzir softwares que se predam uns aos outros sim é estar contra os nossos instintos.

Legal a metáfora da história da Terra em uma trena. É engraçado como o ser humano está aqui por um tempo equivalente a 0,5cm enquanto a Terra existe há cerca de 4,5m.

InstallFest


No decorrer do dia houve InstallFest e gravação de CDs. Consegui os famosos CD-Livres - CDs com programas livres para Windows, divididos por categorias - na versão "padrão" e na versão "jogos". Quem quiser é só pedir.

Comprei também uma camisa grafitada com o símbolo do ubuntu, bem legalzinha. Mais barata e menos complicadas que aquelas do Firefox.

Mente Aberta - A influência do Software Livre na criação de um Projeto de Inclusão Sócio-Digital


Passei a maior parte do tempo acompanhando o InstallFest e vendo o meu primo Eduardo brigar com o driver emulado do Qemu dele que o DVD do Fedora não reconhece. Mas ao se aproximar do final do dia, resolvemos assistir a uma palestra que estava iniciando.

E com certeza foi uma das mais proveitosas palestras, pois ela falava de uma coisa bem próxima a nós: um projeto social mantido por estudantes universitários.

O Projeto Mente Aberta tem muitas semelhanças com as idéias do projeto do Professor Mauro junto ao Governo do Estado, e do qual já participamos. Ele tem como proposta ensinar a estudantes do ensino médio de escolas da rede estadual sobre a Internet e levar a turma por um curso de cerca de um ano até que eles possam se tornar capazes de criar websites, sempre usando software livre.

A palestra mostrou as dificuldades enfrentadas pelo grupo em relação à seleção dos alunos, à avaliação dos alunos e do curso, à passagem de responsabilidades para os alunos e às desistências. O palestrante, Roberto Parente, mostrou as bases do projeto, que não inclui apenas o ensino de informática, mas também um desenvolvimento crítico dos alunos.

Com certeza temos muito o que trocar com esse pessoal. Entrarei em contato com o Roberto para falar sobre o Encontro de Projetos Sociais do CEFET-CE.

3 comentários:

Bruno Garcia disse...

Vamos continuar com o projeto social e ver se o negocio vai para frente, mas se demorar muito a galera se dispersa.

A camisa é melhor que as do firefox mesmo? Não duvido.

Reginaldo_CEFET_EEUFC disse...

Isso mesmo, Garcia!
O Encontro sobre Projetos Sociais pode ser uma boa oportunidade para compartlharmos a nossa finda experiência, bem como para nos movomentarmos acerca de uma eventual continuação.
Bem, valeu Humberto pela presença no evento. A respectiva cobertura foi bem bacana!

Rodrigo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.